Quais são os procedimentos cirúrgicos que mais demandam a ajuda do instrumentador cirúrgico em odontologia?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Ceaico Quais são os procedimentos cirúrgicos que mais demandam a ajuda do instrumentador cirúrgico em odontologia

Em qualquer procedimento realizado pelos dentistas ou cirurgiões dentistas há a necessidade de auxílio. Até mesmo nas consultas ao dentista percebemos que enquanto o profissional da Odontologia avalia a saúde bucal dos pacientes, o Auxiliar de Saúde Bucal (ASB) – na maioria das vezes – faz as anotações necessárias para ver qual tratamento será necessário.

O ASB também auxilia quanto aos materiais que serão utilizados durante a consulta, e a realização de raio-x e preparo de moldeiras quando necessário. Enfim, ele faz tudo para que o dentista siga seu trabalho junto ao paciente, sem que tenha que interromper o tratamento.

No caso dos procedimentos cirúrgicos, esse auxílio é ainda mais imprescindível. O cirurgião dentista não pode largar o procedimento e o paciente para buscar algum material que necessite. Para isso, ele demanda da ajuda do instrumentador cirúrgico em odontologia. Profissional habilitado a reconhecer os materiais e aqueles indicados para qualquer tipo de intervenção.

Neste artigo vamos falar dos procedimentos cirúrgicos que demandam a atuação do instrumentador cirúrgico em odontologia. Será que há intervenções que necessitam mais do profissional da instrumentação que outros?

A atuação do instrumentador cirúrgico em odontologia em ambientes hospitalares

Todas as cirurgias hospitalares, desde a remoção de dentes inclusos até grandes cirurgias de trauma, cirurgias ortognáticas e reconstrução óssea dos maxilares com finalidade de reabilitação com implantes, irão demandar da atuação do instrumentador cirúrgico em odontologia.

Devemos destacar que quanto mais complexa a intervenção, mais instrumentos ela irá demandar. E o instrumentador cirúrgico em odontologia deve prever o que será utilizado para melhor atender ao cirurgião dentista. Por isso o conhecimento de todos os procedimentos e o material a ser utilizado é fundamental para o instrumentador.

Além dos materiais, o instrumentador cirúrgico em odontologia deve conhecer a maneira que o cirurgião solicita estes equipamentos. Há alguns, aqueles mais utilizados, que são solicitados por meio de gestos. Fique atento! Em cirurgias não podem ocorrer erros.

Cirurgias complexas podem demandar mais profissionais

O que pode ocorrer em intervenções mais complexas é que ao invés de um profissional, o cirurgião dentista solicitar a atuação de dois instrumentadores cirúrgicos em odontologia. Isso porque um deles, pelo amplo conhecimento de todos os procedimentos cirúrgicos, pode ser requisitado para ocupar o lugar de segundo cirurgião, auxiliando o ‘chefe’ da equipe odontológica de outra maneira.

Além disso, em procedimentos muito longos, um dos profissionais pode ficar responsável pelo descarte de materiais já utilizados. Para que estes não venham a contaminar o ambiente cirúrgico.

Função no ambiente ambulatorial

Em procedimentos cirúrgicos realizados no ambiente ambulatorial – ou seja, nos consultórios e clínicas odontológicas -, a presença do instrumentador cirúrgico em odontologia também se faz necessária. Já que nesses locais é possível a realização de cirurgias de implantes e enxertos ósseos.

No ambiente ambulatorial, até mesmo em cirurgias orais menores, o instrumentador cirúrgico em odontologia também auxilia os profissionais da Odontologia. Ele pode colaborar em procedimentos realizados em dentes incluídos e biópsias, por exemplo.

Como vimos neste artigo, todos os procedimentos cirúrgicos demandarão a ajuda do instrumentador cirúrgico em odontologia. O profissional executa papel essencial durante as intervenções, independente de sua complexidade. Devemos destacar que o papel do instrumentador vai além da mesa cirúrgica e seus materiais.

Quer saber mais sobre a atuação desse profissional? Acesse o nosso blog!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×