O que é paramentação cirúrgica?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

paramentação cirúrgica

paramentação cirúrgica

A paramentação é a utilização de uma vestimenta específica para realização de uma determinada atividade. Logo, a paramentação cirúrgica refere-se a vestimenta utilizada pela equipe profissional, médica ou odontológica, para a realização de procedimentos cirúrgicos.

Geralmente, a paramentação cirúrgica é utilizada para a proteção de determinado tipo de trabalhadores, como a roupa utilizada pelos bombeiros, por exemplo. Já nos processos cirúrgicos, a paramentação é usada tanto para a segurança do trabalhador quanto a do paciente, pois pode evitar diversas contaminações para ambos.

A paramentação cirúrgica deve seguir as normas de biossegurança do ambiente e requer uma sequencia adequada para ser realizada da melhor forma pelos profissionais, evitando assim a chamada contaminação cruzada.

A indicação na área da saúde é que a vestimenta cubra o máximo possível da pele. Já que esta, mesmo limpa, contém a microbiota natural, e pode conter bactérias prejudiciais aos pacientes.

Paramentação cirúrgica inicia com a roupa privativa

Os profissionais que compõe as equipes iniciam a paramentação cirúrgica vestindo a roupa privativa. Esta é composta de calça e camiseta de manga curta para possibilitar a escovação das mãos e antebraços. Ela não pode ser vestida encima de qualquer peça de roupa, exceto a roupa íntima. Geralmente é feita com tecidos maleáveis, para não atrapalhar os movimentos dos profissionais.

A roupa privativa pode ou não ser seguida pela utilização do pró-pé, que nada mais é que uma bolsa a ser colocada ao redor dos calçados. Estes devem ser fechados para passar para o bloco cirúrgico. O pró-pé está sendo cada vez menos utilizado devido a sua efetividade, já que o calçado fechado já previne as contaminações.

Utilização de gorros ou toucas

Os gorros e as toucas servem para proteger os pacientes. Os cabelos de todos os integrantes da equipe cirúrgica devem ficar para dentro deste item da paramentação cirúrgica. Com isto evita-se que algum fio de cabelo caia sobre locais contaminando-os, ou até mesmo sob o paciente.

Máscaras, e óculos de segurança

Esta etapa da paramentação cirúrgica deve ser realizada após a higienização das mãos e antebraços. As máscaras tem uma maneira específica de ser colocada. A parte que conta com uma espécie de arame (não visível) serve para ser colocado encimado nariz, para molda-lo, evitando que esta caia.

Algumas pessoas utilizam as máscaras abaixo do nariz somente cobrindo a boca. Mas é importante ressaltar que a máscara serve para proteger as via aéreas dos integrantes das equipes cirúrgicas, portanto deve estar cobrindo o nariz. Após a colocação das máscaras, há a necessidade da utilização dos óculos de segurança.

Passando para o bloco cirúrgico

Concluídas estas etapas da paramentação cirúrgica, a equipe passará para o bloco cirúrgico. Primeiramente é o instrumentador cirúrgico que tem esse acesso. Neste local inicia a paramentação cirúrgica estéril dos profissionais, com a utilização do chamado capote – avental – e da luva.

Tanto o avental quanto a luva estarão dispostos em uma mesa estéril. Para a paramentação estéril é necessário que os profissionais sigam alguns passos e tomem muito cuidado para não contaminar os materiais.

A paramentação cirúrgica é parte imprescindível do protocolo de biossegurança médica. Como explicamos ela irá proteger tanto equipes médicas e odontológicas, quanto os pacientes que serão submetidos aos processos cirúrgicos. Saiba mais em nosso blog.

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×