Quais são as 5 funções básicas do instrumentador cirúrgico?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

instrumentador cirúrgico

instrumentador cirúrgico

O instrumentador cirúrgico exerce função essencial durante as intervenções. Um bom desempenho do cirurgião depende da atuação deste profissional, que pode garantir a eficiência do procedimento e uma melhor recuperação do paciente.

Isso porque o tempo que o paciente fica sob efeito anestésico tem relação direta com a sua recuperação. E um bom trabalho do instrumentador diminui o tempo cirúrgico. Mas, apesar de relacionarmos a atuação deste profissional somente ao momento da cirurgia, ele tem funções em todos os momentos, da pré a pós cirurgia.

Neste artigo citaremos as funções mais básicas do instrumentador cirúrgico, seja ele da área médica ou odontológica. Mas é importante ressaltar que cada uma destas funções exigem técnicas adequadas, apreendidas somente nos cursos de formação profissionais.

Cuidar da paramentação cirúrgica dos integrantes da equipe

O instrumentador cirúrgico é o primeiro profissional a entrar no campo em que a cirurgia irá acontecer. Após estar completamente paramentado, com a roupa privativa, touca, máscara, óculos, além do capote e das luvas esterilizadas, ele deverá auxiliar o restante de sua equipe quanto a vestimenta de proteção.

Desta maneira, o instrumentador cirúrgico garante que o ambiente continue estéril e a última etapa da paramentação, com a vestimenta do capote e das luvas, seja realizada adequadamente pelos demais profissionais.

Dispor a mesa cirúrgica

Antes de iniciar o procedimento cirúrgico, a mesa com todos os instrumentos que o cirurgião necessitará deve estar montada. Esta é outra função básica do instrumentador cirúrgico, que deve saber qual intervenção será realizada e quais materiais o cirurgião necessitará para concluir o procedimento.

Devemos destacar que a montagem da mesa cirúrgica segue as mesmas etapas da cirurgia. Os instrumentos devem ser separados de acordo com a diérese, éxerese, hemostasia e síntese, que são as etapas que os procedimentos geralmente seguem.

Além dos instrumentos, o instrumentador realiza a separação do material de apoio que será utilizado na cirurgia, como algodão e gaze, por exemplo.

Auxiliar cirurgião durante procedimento

Aqui a função mais básica de todas. Aquela que logo imaginamos ao pensar no instrumentador cirúrgico. O auxílio ao cirurgião no ato cirúrgico. Sua atuação como uma extensão do cirurgião, já que este não pode ter sua atenção voltada à mesa cirúrgica, e sim, exclusivamente ao paciente.

Descarte correto dos materiais utilizados

Após a conclusão da intervenção, o instrumentador cirúrgico inicia o processo de limpeza do campo. Os materiais de apoio utilizados no procedimento, e que não serão reutilizados como os instrumentos, deverão ser descartados corretamente. Agulhas, bisturis, seringa, gazes. Enfim, todo o material hospitalar tem sua maneira adequada de ser descartado.

Limpeza e esterilização dos instrumentos estão entre as funções básicas do instrumentador cirúrgico

Materiais sem reuso descartados, e materiais reutilizáveis limpos e esterilizados. O instrumentador cirúrgico deixará o campo da maneira como encontrou, totalmente limpo e organizado.

Os instrumentos também devem ser separados, já que alguns não precisam passar pela autoclave, mas sim, somente pela limpeza e desinfecção.

Sim, as funções do instrumentador cirúrgico vão além da intervenção em si. Ele é o primeiro profissional a adentrar o campo cirúrgico e o último a sair. O instrumentador terá atividades para deixar o ambiente completamente limpo para receber outro procedimento cirúrgico.

Lembre-se que todas as funções mencionadas contam com técnicas específicas. Para saber mais acesse o nosso blog.ceiaico_imagem_blog

 

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×