5 doenças causadas pela falta de higienização das mãos no processo odontológico

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

higienização das mãos no processo odontológico

higienização das mãos no processo odontológico

Os consultórios e as clínicas odontológicas são considerados locais com alto índice de contaminações. Isso porque são ambientes em que secreções são liberadas durante o atendimento do dentista ao paciente. A saliva e o sangue podem conter inúmeros vírus e bactérias que podem se espalhar e contaminar toda a equipe odontológica.

No processo de se proteger e ficar livre de contaminações, toda a equipe dos consultórios segue um protocolo de biossegurança, que envolve o uso de equipamentos de proteção, a limpeza correta do local e dos equipamentos, o descarte adequado de materiais e a higienização das mãos.

Se a lavagem das mãos já é importante no dia a dia das pessoas, sua importância em ambientes voltados à saúde é redobrada. A Agência Nacional de vigilância Sanitária (Anvisa) ressalta que a higienização das mãos é a maneira mais eficaz e barata de se reduzir infecções hospitalares.

São diversas as doenças que podem ser causadas pela falta de higienização das mãos no processo odontológico. A seguir vamos enumerar algumas delas. Acompanhe:

Higienização das mãos no processo odontológico pode evitar a sarna

a escabiose, mais conhecida como sarna. Esta doença de pele é caracterizada por áreas avermelhadas na pele e muita coceira. Causada por um tipo de ácaro, a sarna é facilmente transmitida de pessoa para pessoa. O tratamento deve ser feito com creme receitado pelo médico.

Equipe odontológica pode contrair conjuntivite

A conjuntivite é outra doença que pode ser causada pela falta de higienização das mãos no processo odontológico. A inflamação da membrana que recobre os olhos é viral e altamente contagiosa. Em casos de conjuntivite na equipe que atua nos consultórios é recomendado que se evite o contato com pacientes e demais integrantes.

Herpes simples

O aparecimento de pequenas bolhas, geralmente ao redor da boca e nos genitais, caracteriza a herpes simples. Mas ela pode estar presente em um organismo sem que estes sintomas tenham aparecido.

Sua transmissão não depende do contato diretamente com as lesões. Por isso é de suma importância que os profissionais mantenham a higienização das mãos no processo odontológico para evitar doenças, inclusive a herpes simples.

Difteria

A difteria também está entre as doenças passíveis de transmissão nos consultórios dos dentistas. O processo inflamatório envolve amídalas, laringe e nariz, mas a doença atinge o paciente como um todo, que apresenta sinais de febre, cansaço e palidez.

A difteria pode ser causada tanto pelo contato diretor quanto pelo ar. Por este motivo é que a higienização das mãos no processo odontológico deve ser reforçada.

Varicela

Transmissível por contato direto ou pelo ar, a varicela pode ser causada pela falta de higienização das mãos no processo odontológico. O sintoma mais comum é o aparecimento de bolhas na pele. A vacina é um ótimo meio de prevenção.

Citamos apenas cinco, mas são diversas as doenças que podem ser transmitidas em ambientes de saúde. E boa parte delas pode ser evitada com o simples hábito de higienização das mãos no processo odontológico. Para saber mais sobre este e outros procedimentos de biossegurança acesse o nosso blog.higienização das mãos no processo odontológico

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×