Conheça 4 tipos de anestesia odontológica

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

anestesia odontológica

anestesia odontológica

Sabemos que alguns dos procedimentos que devemos nos submeter nos consultórios odontológicos podem ser muito desagradáveis para o paciente. Para isso existem diversos tipos de anestesia odontológica que podem se utilizados pelos profissionais da área.

As anestesias, quando bem aplicadas, são benéficas tanto para os pacientes quanto para os cirurgiões dentistas. Os pacientes ficam mais a vontade ao realizar os tratamentos, e o cirurgião dentista pode fazer o seu trabalho sem que haja maiores incômodos.

É fato que um paciente receoso com os tratamentos pode ser difícil. Sua ansiedade pode até trazer complicações em intervenções cirúrgicas.

De um modo geral, as anestesias, seja na área médica ou odontológica, são divididas em local ou geral. Neste artigo vamos falar sobre os diferentes tipos utilizados na Odontologia. Acompanhe:

Uso tópico da anestesia odontológica

As anestesias locais são aquelas em que o paciente deixa de ter sensibilidade em somente uma região do corpo. Por meio de agentes químicos, ocorre um bloqueio das terminações nervosas. Mesmo sob o efeito da anestesia odontológica local, o paciente continua acordado e consciente.

A anestesia local pode ser realizada com uso tópico, com pomadas ou géis, ou com injeções de medicamentos. A lidocaína é o mais utilizado como anestésico na Odontologia.

O uso tópico é realizado em procedimentos mais simples, ou até mesmo antes da injeção anestésica para que o paciente não sinta a agulha e a ação do remédio. Seu uso tende a ter uma curta duração e tem efeito somente superficial.

Injeções anestésicas na odontologia

A injeção anestésica na Odontologia pode ser dividida em três tipos. O uso de cada uma delas irá depender do local e da extensão em que o cirurgião dentista pretende realizar o tratamento.

São elas, a anestesia odontológica de infiltração local, de bloqueio de campo e de bloqueio de nervo. Sendo a primeira para pequenas regiões e a terceira para as mais extensas, que podem envolver um ou mais dentes. Na anestesia odontológica que envolve o bloqueio de nervo, a aplicação é realizada longe do local a ser tratado, pois irá bloquear o tronco nervoso principal da área.

Óxido Nitroso como anestesia odontológica

O uso de Óxido Nitroso na Odontologia vem se popularizando no país. Mas não são todos os dentistas que são aptos a utilizar este gás de efeito sedativo. Assim como os demais citados neste artigo, esta é uma sedação em que o paciente continua consciente.

Sua aplicação é via respiratória e produz efeito relaxante em pacientes. Pode ser utilizado em pessoas que passaram por algum trauma e temem a visita ao dentista e também em crianças. Deve-se destacar que nos casos em que haverá intervenção por parte dos cirurgiões dentistas, o uso do Óxido Nitroso não substitui as anestesias injetáveis, mas ele também pode ser considerado como anestesia odontológica.

Anestesia geral pode?

Sim, em casos específicos é possível utilizar a anestesia geral para tratamentos odontológicos. Este tipo de anestesia só pode ser realizada em hospitais e com médicos anestesistas acompanhando.

Na Odontologia pode ser utilizada para pacientes com necessidades especiais, e também para as cirurgias mais complexas ou muito longas, como as ortognáticas, por exemplo.

Descrevemos um pouco sobre alguns dos tipos de anestesia odontológica neste artigo. Mas vale destacar que quanto ao uso de a anestesia não existe regra. Sua utilização irá depender do grau da dor ou do medo do paciente quanto ao tratamento.

Há ainda as questões relativas ao histórico dos pacientes. Algumas alergias podem inviabilizar métodos de anestesia odontológica. O melhor profissional para avaliar os casos é o cirurgião dentista, acompanhado de sua equipe. Saiba mais em nosso blog.anestesia odontológica

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×